VOLTA AS AULAS SERÁ HOMICÍDIO EM MASSA

postado em: Notícias | 0

Foram anunciadas pelo Governo Estadual as medidas que devem ser tomadas para a volta as aulas presenciais em Santa Catarina. O objetivo do documento de 46 páginas é estabelecer os procedimentos que devem ser adotados por todas as unidades de ensino do Estado para que alunos e profissionais possam se prevenir e reduzir a disseminação de Covid-19 no ambiente escolar.

No entanto essas diretrizes podem significar uma chacina.

A realidade das nossas escolas não deixa abertura para prevenção. Isso porque as salas são superlotadas, os profissionais não dispõem de EPIs e muitos menos álcool gel. Sem falar em produtos específicos para limpeza e desinfecção.

As diretrizes de saúde e vigilância sanitária, currículo e questões pedagógicas, gestão de pessoas, alimentação e transporte escolar podem não funcionar na realidade dos municípios menores e com mais deficiência.

A implementação e a aquisições de EPIs necessários, a ampla divulgação, a capacitação, orientação e suporte técnico é algo complexo e mesmo com todo o aparato, pode mesmo assim colocar em risco os profissionais e também os alunos.

As crianças precisam de liberdade de criação, desenvolvimento e expressão. Como um professor vai limitar espaço e contato com outras crianças? O profissional que atende 30 crianças, como que ele vai ensinar, dar atenção e fazer a higienização a cada atendimento?

Precisamos levar em conta a realidade aproximada e acima de tudo o perigo. Pois quando falamos em vidas todo o cuidado é pouco. Pode ser uma imensa irresponsabilidade voltar as aulas antes de uma vacina efetiva.

Sem vacina seria um crime voltar as aulas.

Nos últimos dias o aumento de casos no estado e também em Camboriú acende um alerta. Agora o importante é diminuir os casos, a contaminação e as mortes. Depois de todos seguros voltamos a pensar nas aulas presenciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 17 =